O adeus a Bob Marley nas páginas do Estadão

Liz Batista - O Estado de S.Paulo

11/05/2021 | 11h31   

Morto em 11/5/1981, lenda do reggae visitou o Brasil em 1980 e encantou-se com 'clima musical' do País

Bob Marley, Montego Bay, Jamaica, 1979. Foto: Reuters

Bob Marley, Montego Bay, Jamaica, 1979. Foto: Reuters Foto: Reuters

"Príncipe" e "profeta" do reggae, foram algumas das palavras usadas pelo Estadão de  12 de maio de 1981 para esboçar a magnitude da importância de Bob Marley para a história da música. A matéria, que anunciava a morte do gênio responsável pela popularização mundial do reggae,  seguia dizendo que Marley “significou mais que um superstar do show business, mais que fonte de inspiração para toda uma geração de músicos, tanto na Europa, Estados Unidos e até mesmo no Brasil, onde compositores como Morais Moreira e Gilberto Gil transformaram em moda o ritmo sincopado da Jamaica.”

>> Estadão - 12/5/1981 e 15/5/1981

 

> Estadão - 12/5/1981 e 15/5/1981

> Estadão - 12/5/1981 e 15/5/1981 Foto: Acervo/ Estadão

 

Um anos antes,  o criador de clássicos como No Woman, No Cry (1974), Get Up Stand Up (1973), Buffalo Soldier (1983),  havia feito uma curta visita ao Brasil, sem shows. A rápida estadia, de apenas dois dias, no Rio de Janeiro aconteceu para inaugurar as atividades do selo Ariola no Brasil com o lançamento do  seu LP Survival (1979), seu  11º álbum de estúdio com a banda The Wailers, mas teve momentos de descontração como nos encontros com Gilberto Gil e pequenas partidas de futebol. Na ocasião, Marley disse aos jornalistas que havia se encantado com o “clima musical” do Brasil. “É fácil perceber que as pessoas aqui têm ritmo, tem bossa, não só no andar, no falar, mas no próprio interesse demonstrado pela música em qualquer de suas manifestações. Eu gostaria, realmente, de ter uma oportunidade de um relacionamento mais profundo com esse povo.”  Ele deixou o País prometendo retornar em breve, em setembro, para apresentações. A promessa não se concretizou

>> Estadão - 21/3/1980

> Estadão - 21/3/1980

> Estadão - 21/3/1980 Foto: Acervo/Estadão

Em setembro de 1980, Bob Marley realizou o último show de sua carreira , na cidade  Pittsburgh nos Estados Unidos. Naquele mesmo mês, ele  foi diagnosticado com um melanoma maligno. A doença evolui rapidamente. Bob Marley faleceu aos 36 anos de idade, em 11 de maio de 1981.

> Mais sobre Bob Marley no Acervo Estadão

+ ACERVO

> Veja o jornal do dia que você nasceu

> Capas históricas

> Todas as edições desde 1875

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.